ROBOTIC ENGLISH TRANSLATION



* * * PENSAMENTO DO MÊS * * *


Tudo o que é belo morre no Homem, mas não na Arte.

Leonardo da Vinci


* * * FRASES MUSICAIS AO ACASO * * *


La Musique avant tout.

Paul Verlaine


* * * Para ver correctamente todas as postagens deste BLOG,
é conveniente instalar previamente no seu PC
os tipos de fontes musicais MusiQwik * * *


IR DIRECTO AOS COMENTÁRIOS DESTE POST.

sábado, fevereiro 10, 2007

GRANDE BAILE DE SÃO VALENTIM

É ENTRAR, MEUS SENHORES, É ENTRAR!!! E NÃO DEIXEM DE VISITAR O QUIOSQUE DOS SALDOS À DIREITA DE QUEM SOBE!!! OBRIGADAS... OBRIGADAS...





PEQUEÑO VALS VIENÉS - F. GARCIA LORCA
MÚS.: LEONARD COHEN. INT.: ANA BELÉN.


Em Viena há dez mulheres belas.
Há um ombro onde a Morte vem chorar.
Há um átrio com novecentas janelas.
Há uma árvore onde morrem as pombas,
quando já não conseguem voar…

Há um pedaço arrancado à manhã
suspenso na Galeria Gelada…
Ay… ay ay ay
Aceita esta valsa, esta valsa, esta valsa,
apesar da boca amordaçada.

Ah, eu quero, quero, quero ver-te
numa cadeira, lendo um jornal sem cor…
Numa gruta na ponta de um lírio,
num atalho onde não foi o amor…

Numa cama onde a Lua suou,
num grito de areia e pegadas…
Ay… ay ay ay
Aceita esta valsa, esta valsa, esta valsa,
cinge-a pela cintura quebrada…

Esta valsa, esta valsa, esta valsa, esta valsa,
com o seu hálito de brandy e Morte,
arrastando a cauda no mar…

Há uma sala de concerto em Viena,
onde a tua boca mil vezes cantou…
Há um bar onde os jovens se calam
porque o blues à Morte os condenou…

Ah, mas quem ousa escalar o teu retrato
com a coroa de lágrimas que acabou de tecer?
Ay… ay ay ay
Aceita esta valsa, esta valsa, esta valsa,
há tantos anos que ela anda a morrer…

Há um sótão onde brincam as crianças,
breve lá nos amaremos, tem de ser…
num sonho emoldurado por lanternas húngaras,
na neblina doce de um entardecer…

E verei que à tua tristeza acorrentaste
o teu rebanho e os teus lírios de neve…
Ay… ay ay ay
Aceita esta valsa, esta valsa, esta valsa,
com um “não te esquecerei, sabes?”, breve.

E dançarei contigo em Viena
e hei-de ir disfarçado de rio,
um jacinto selvagem no ombro,
e minha boca, lenta, bebendo
nas tuas coxas o orvalho frio.

E sepultarei a alma num velho livro
entre o musgo, lembras-te?, e as fotografias…
e à cheia da tua beleza lançarei
o meu violino barato e a cruz
onde me crucifico todos os dias…

E dançando haverás de levar-me
aos lagos que te brotam dos pulsos…
Meu amor, meu amor,
aceita esta valsa, esta valsa, esta valsa…
É tua agora. E é tudo.

[ Tradução livre de "Take this Waltz" de Leonard Cohen ]
ASPÁSIA 95




Bella Noche Sin Sueño



... e Vídeo do Musical "El Diluvio que Viene"



O MARE E TU - ANDREA BOCELLI e DULCE PONTES






DE CARA A LA PARED - LHASA DE SELA









Je Suis Malade
Sofia e Serge Lama



TAKE THIS WALTZ - LEONARD COHEN




SONETO DE LA LUNA - ANTÓNIO GALA,
numa magnífica interpretação de Clara Montes



* Impromptu in A Blue *
*(Improviso em Lá Azul)*
Comp. e Int.: Aspásia

***********************


MOMENTO DE POESIA


EROS E PSIQUE

Conta a lenda que dormia
Uma Princesa encantada
A quem só despertaria
Um Infante, que viria
De além do muro da estrada.

Ele tinha que, tentado,
Vencer o mal e o bem,
Antes que, já libertado,
Deixasse o caminho errado
Por o que à Princesa vem.

A Princesa Adormecida,
Se espera dormindo espera.
Sonha em morte a sua vida,
E orna-lhe a fronte esquecida,
Verde, uma grinalda de hera.

Longe o Infante, esforçado,
Sem saber que intuito tem,
Rompe o caminho fadado.
Ele dela é ignorado.
Ela para ele é ninguém.

Mas cada um cumpre o Destino –
Ela dormindo encantada,
Ele buscando-a sem tino
Pelo processo divino
Que faz existir a estrada.

E, se bem que seja obscuro
Tudo pela estrada fora,
E falso, ele vem seguro,
E, vencendo estrada e muro,
Chega onde em sono ela mora.

E, inda tonto do que houvera,
A cabeça, em maresia,
Ergue a mão, e encontra hera,
E vê que ele mesmo era
A Princesa que dormia.

Fernando Pessoa

Etiquetas:

7 Comments:

Blogger MJ said...

Beeemmmm...

O rapaz é um pêssego!

As músicas ainda não ouvi.

Estive na cavaqueira com o João e com a namorada.

Vou ouvir amanhã :-)))


Um beijão!!

11/2/07 12:41 da manhã  
Blogger Aspásia said...

BEM...

AGORA SE CALHAR JÁ ESTARÁ UM MELÃO...

ÉSTÁ BEM FOFINHA, DORME BEM...

O BAILE VAI DURAR ATÉ AO CARNAVAL PELO MENOS...

BEIJÕES MUSICADOS EM SOL MAIOR...

:)))

11/2/07 12:50 da manhã  
Blogger alquimista said...

SUUBLIME ASPÁSIA

Obrigado por estas músicas lindas

11/2/07 1:28 da manhã  
Blogger Aspásia said...

ALQUIMISTA

AINDA BEM QUE GOSTOU.

ISTO FOI MAIS UM CONCERTO QUE UM BAILE...

MAS SUBLIME MOI?

FAVORES SEUS...

SUBLIMINAR... AINDA VÁ!!!

BELLA NOCHE... CON SUEÑO DE PREFERENCIA...

BJINHS

:))

11/2/07 1:56 da manhã  
Blogger Paulo Silva said...

O baile está bom
Mas eu não posso dançar
não acerto com o tom.

Voltarei mais logo depois de umas aulinhas de treino.

11/2/07 4:04 da manhã  
Blogger Burlesconi said...

Cara Aspásia:
Venho agradecer o convite que me endereçou para participar neste baile.
Infelizmente, opero a partir de um PC (do local de trabalho) que não me permite ver nem ouvir...
Mas valeu pela leitura do poema de pessoa...
Cumprimentos

12/2/07 9:51 da manhã  
Blogger Teresa David said...

Obrigada pela sua visita lá pelos lados do meu blog!
Estou cansada de tanto dançar por aqui, ao som das várias músicas que ouvi. TODAS! Acho que já não chego ao dia de S. Valentim com pernas para dançar mais.
Gostei das fotos amarelecidas que nos levam a tempos mais antigos da nossa ainda ingenuidade, e gostei particularmente do poema de Pessoa, daqueles que nos fazem dançar o olhar e o sentir mesmo paradas!
Bjs e virei mais vezes ouvir, dançar e olhar.
Bjs
TD

12/2/07 1:54 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home