ROBOTIC ENGLISH TRANSLATION



* * * PENSAMENTO DO MÊS * * *


Tudo o que é belo morre no Homem, mas não na Arte.

Leonardo da Vinci


* * * FRASES MUSICAIS AO ACASO * * *


La Musique avant tout.

Paul Verlaine


* * * Para ver correctamente todas as postagens deste BLOG,
é conveniente instalar previamente no seu PC
os tipos de fontes musicais MusiQwik * * *


IR DIRECTO AOS COMENTÁRIOS DESTE POST.

quarta-feira, abril 26, 2006

O Anjo e a Flauta de Pã



Um anjo entrou numa selva,
De Inverno, ao vir da manhã,
E, com o pé, sobre a relva
Topou a flauta de Pan.

Surpreso, ergueu-a primeiro;
Mirou-a e, com a mão cauta,
Passou um sopro ligeiro
Nos sete tubos da flauta.

E, mal a flauta gemeu,
Foi de pasmar: em redor
A selva reverdeceu
E os ramos deitaram flor!

Tangeu mais: nas verdes naves,
Do tecto ao antro mais denso,
Acordaram milhões de aves,
Ouviu-se um coral imenso!

Mas quem - e olhou à procura -
Que Deus ou Santo não era,
Punha nas aves ternura
E nos galhos Primavera?!

Vá de novo: eis senão quando
Rompem dos verdes algares,
Correndo, rindo-se, amando
Faunos e ninfas, aos pares!

E foi uma imensa boda.
Aves e numes, aos beijos,
Os troncos, - a selva toda
Torcia-se com desejos!



Poema de Jaime Cortesão (por cortesia da MT)

18 Comments:

Blogger mtc said...

Querida Aspásia

Fiquei muito sensibilizada ... que bonito que fica o poema ouvido em flauta de pã.
Jaime Cortesão embora exilado da sua terra, jamais se ausentou dela. Para a pátria teve sempre os olhos voltados...e para o futuro...

Aqui te deixo mais uns versos desse lindo poema que é:

O Anjo e a Flauta de Pan

Tangeu mais: nas verdes naves,
Do tecto ao antro mais denso,
Acordaram milhões de aves,
Ouviu-se um coral imenso!

Mas quem - e olhou à procura -
Que Deus ou Santo não era,
Punha nas aves ternura
E nos galhos Primavera?!

Vá de novo: eis senão quando
Rompem dos verdes algares,
Correndo, rindo-se, amando
Faunos e ninfas, aos pares!

E foi uma imensa boda.
Aves e numes, aos beijos,
Os troncos, - a selva toda
Torcia-se com desejos!


Um beijinho e abraço e espero conhecer-te hoje ...

M.T.C.

27/4/06 11:51 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Olá Aspásia!Gosto do poema já estava esquecido dessa grande figura que foi o historiador da saga marítima Beijos

27/4/06 12:43 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Recuperemos essas figuras grandes da República! Beijo , até logo

27/4/06 12:45 da tarde  
Blogger Aspásia said...

Obrigada pelos simpáticos coment., o mérito cabe à MT, pois ela é que se lembrou do poema...

Também espero estar logo!

Bjs

27/4/06 1:56 da tarde  
Anonymous Frei Cecilio said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

27/4/06 3:51 da tarde  
Anonymous Frei Cecílio said...

Irmã, estou suportando os rigores do cilício ao som da tua flauta.

Salve

27/4/06 3:55 da tarde  
Blogger mtc said...

Gostei muito de te conhecer, querida Aspásia :)
Um beijinho e um bom fim de semana se por acaso não nos encontrarmos antes por aí ;)

28/4/06 11:17 da manhã  
Blogger Aspásia said...

Ó Frei Cecílio, não abuse do cilício!!!!!
Então e quando é a inauguração de "O Cilício do Cecílio"?
Estou ansiosa! Fique em paz, irmão!

MT

BOM sabariatokiu tb.!
Bjs

28/4/06 6:15 da tarde  
Blogger Pamina said...

Olá Aspásia,

Gostei imenso do poema e da imagem. Parece feita de propósito para ele, não só pela imagem em si, mas também pelo tipo de representação "naïf" que se coaduna tão bem com este poema erótico tão cheio de candura (uma palavra que ouvimos ontem várias vezes):).
Bom fds. Beijnhos.

28/4/06 8:11 da tarde  
Anonymous IO said...

Adoro a música que enche os copos deste piano-bar!, obrigada!, um beijo, IO.

29/4/06 12:19 da manhã  
Blogger viktor said...

Como não encontrei o teu e-mail, estou a comunicar contigo desta forma. Queria perguntar se queres que eu ponha um link na legenda da fotografia de conjunto e, em caso afirmativo, qual dos blogs preferes.
Bjs.

30/4/06 2:07 da manhã  
Anonymous Ni said...

Bela homenagem ao grande Poeta/Historiador do meu Concelho.
Ançã sua terra Natal.
Obrigada Aspásia pela lindíssima melodia que me vai embalar.
Beijinhos.

1/5/06 10:35 da tarde  
Blogger Aspásia said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

3/5/06 12:54 da manhã  
Blogger Aspásia said...

Pamina, Io, Ni:

Tenho andado bastante atarefada, por isso só hoje agradeço as vossas amáveis palavras... fico contente por terem gostado... e recomendo o Blog da MT-Teresa, que foi quem me enviou o delicioso poema, e onde há muito sobre Jaime Cortesão, grande e multifacetada figura
da 1ª metade do séc.XX.

Beijinhos para todas!

3/5/06 12:56 da manhã  
Blogger mtc said...

Aspásia caríssima

Não me canso de vir aqui ouvir a tua música quase "celestial"...piano e flauta...lindo !
Um beijinho e uma boa noite para ti

3/5/06 6:17 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Enjoyed a lot! » » »

16/2/07 11:48 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Very cool design! Useful information. Go on! » » »

28/2/07 5:15 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

That's a great story. Waiting for more. »

16/3/07 5:23 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home